por myselfoutforme

Não te assustes pequena… No outono as folhas caem, para que caiam também as impurezas do temeroso inverno. Faz das lágrimas teu mais doce orvalho. Permita-se molhar pela chuva, para que das mais sensíveis tristezas, floresçam as mais lindas rosas… Espalhe seu perfume pelo ar… Quem sabe um beija flor, não venha lhe beijar? Deixa as borboletas chegarem pra abraçar suas pétalas. Sem deixar marcas, mas com toques suaves, que permanecerão colorindo a alma, no meio dos mais desbotados dias. Porém lembre-se: Não dependas das sombras alheias… Sejas tu mesma menina, a sutil brisa que acaricia teu jardim.
(Paula Andrade)

Anúncios